quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Comentários sobre o livro Perseguição

Li esta semana a obra infanto-juvenil "Perseguição", de Tânia Alexandre Martinelli, sendo que recomendo o livro para trabalho com adolescentes envolvendo o tema bullying.
O livro de Tânia Martinelli trabalha com um foco bem particular na questão da responsabilidade dos jovens pelos seus próprios atos. Ela trabalha isso muito bem na obra. Minha experiência como promotor de justiça tem me levado a refletir muito sobre isso. Ficamos, em muitos casos, por aí distribuindo punição (penas, medidas sócio-educativas etc) sem concitarmos os adolescentes a se envolverem EFETIVAMENTE com o tema da conscientização e que são responsáveis pelas suas escolhas.
Para uma abordagem mais efetiva é essencial que o Direito se abra mais para a pedagogia, psicologia, serviço social, psicanálise etc. Juntos podemos fazer um trabalho muito mais profundo em uma escola. Penso que está faltando mais escuta dos profissionais do Direito nesse ponto. Se a gente vai para um reunião de bullying temos que ouvir mais. Não podemos ficar só discursando.
Enfim, Tânia, parabéns, você mandou bem demais com esse livro.
Lélio Braga Calhau, Promotor de Justiça de Minas Gerais, pelo site.http://www.bullyingestoufora.blogspot.com/
Livro sobre bullying recebido e recomendado: Perseguição.
Em pouco mais de 100 páginas, com um texto de agradável leitura, Tânia Alexandre Martinelli conta a história de seus dois personagens que são vítimas de bullying na sua escola, Malu e Leo. A descrição de todos os envolvidos é perfeita. Um livro que deve ser lido em especial por todos os professores.
Lauro Monteiro, médico pediatra e editor do Observatório da Infância, pelo site.http://www.observatoriodainfancia.com.br/
Acabei de ler PERSEGUIÇÃO há alguns meses atrás. Por isso, devia ter escrito antes. A história da Malu e do Leo está muito bem escrita. A questão do bullying também foi bem trabalhada. Infelizmente, é que isso é constante em nossos colégios. Às vezes, os Leos é que viram os vilões... Fazer os jovens estudantes pensarem sobre o tema, talvez seja o melhor modo de lidar com o problema.
Severino Rodrigues, graduando em Letras (UFPE), por e-mail.
Apelidos engraçados e brincadeiras que expõem uma pessoa ao ridículo. Piadinhas de colegas e, até mesmo, de alguns professores são situações comuns ao universo escolar. O único problema é quando essa competição deixa de ser apenas uma situação desagradável e passa a atrapalhar a rotina das vítimas. Queda no rendimento escolar, vontade de mudar de escola e dificuldade em fazer novas amizades podem ser sintomas perceptíveis nas vítimas do bullying, um drama real vivido por várias crianças e adolescentes do mundo e que, no Brasil, acentuou-se nos últimos meses.
O assunto é o tema central do livro juvenil "Perseguição" de Tânia Alexandre Martinelli, lançado pela editora Saraiva. Focada no universo de adolescentes como festas de formatura, amizades virtuais e primeiros namorados, a obra narra a história de dois alunos vítimas de bullying, Leo e Malu.
Tímido e gordinho, Leo recebe vários apelidos como leitão, gordo e outros. Malu é uma aluna dedicada, mas sofre com os comentários sobre a sua beleza, seus cabelos e, também, com a exclusão, forma encontrada pelas "garotas populares" para se vingar da "CDF". Em um determinado momento, a provocação chega a ser mais inconveniente, presente em sites e em mensagens no celular da garota.
A intenção da obra é mostrar como a agressividade simbólica pode interferir na formação futura da pessoa, seja pelo lado emocional ou profissional e acaba sendo um alerta importante para os adolescentes. Enquanto Malu quer se tornar uma militante no assunto, o que será que aconteceu com Leo? Será que ele conseguiu superar?
Escrito de forma leve e contextualizando o problema em um ambiente que eles conhecem bem, o livro torna-se mais um canal de conscientização de um tema que sempre existiu na escola, mas que, hoje em dia, adquiriu formas mais violentas de agressão e exposições públicas. Na ficção, são narrados dois modos de lidar com a situação. E você, o que faria?
Jornal O Estado do Maranhão, Seção Especial, em 03/12/09.
Olá, Tânia:
Sou psicólogo e doutorando em educação na UFPR, aqui no Paraná, e adorei seu livro Perseguição! Estudo a vitimização entre pares há alguns anos, e li vários livros não-acadêmicos que abordavam o assunto em outros países, mas ficava sempre a falta de algo que contasse essa história com um olhar brasileiro. Essa lacuna foi suprida pelo seu excelente trabalho, parabéns!
Seu trabalho aborda com beleza e precisão diversos aspectos do bullying escolar, enfatizando com perspicácia a importância do contexto escolar e familiar para o enfrentamento do problema. Irei recomendá-lo e divulgá-lo com certeza!
Um abraço,
Josafá Cunha, da Universidade Federal do Paraná, por e-mail.
Sou aluna do colégio Santa Inês, em Porto alegre, adorei o livro e realmente foi o melhor livro até agora que li na quinta série. Não tem como parar de ler, é muito emocionante, e em alguns momentos sentimos que estamos na pele dos personagens.
Parabéns, seu livro é muito bom!!!!
Vitória Brandão, pelo blog.
Tânia sou o Guilherme do colégio Madre Clélia gostei muito do livro perseguição e com a sua ajuda consegui ajudar o meu amigo a resolver seus prblemas
Muito obrigado!!!!
Guilherme Vinícius, pelo blog.
Tânia parabéns pelo seu livro: Perseguição!!!
Sou uma leitora apaixonada pelo seu livro!!! Sou uma aluna do CIESC Madre Clélia, em Curitiba-PR!!!
Gostaria de agradecer pela palestra incrível ao qual nos apresentou no dia 27 de Abril de 2010, muito obrigada!!!
Seu livro é maravilhoso, já o reli umas 8 vezes e não consigo parar!!! Confesso que me indentifico com a Malu, e seu livro me ajudou a entender os meus sentimentos.
Mais uma vez parabéns e muto sucesso!!
Com carinho,
Ana Carolina Martinez, pelo blog.
Oi Tânia , tenho 14 anos e sou daqui do RJ , estou lendo esse seu livro nesse 2° bimestre aqui na escola , e achei muitíssimo interessante , por tratar de um assunto muito comum dessa fase , a adolescência .
Amo ler e gostei muito dessa sua obra
Beijos, e que vc faça muito sucesso com seus livros.
Cíntia Barreto, pelo blog.
Tânia sou Ana Carolina do Colégio Social Madre Clélia em Curitiba, gostaria de primeiramente lhe parabenizar pelo livro, ele é muito legal, diz sobre o bullying, é um assunto muito complicado de se lidar e vc com toda sua coragem, seu amor e sua atenção fez um trabalho nota mil, parabéns!
Um grande abraço!!
Ana Carolina, pelo blog.


Os alunos da 8ª série do colégio Dom Bosco tiveram a oportunidade de um encontro muito especial nos dias 14 e 15 de março: um bate-papo com a escritora Tânia Martinelli, autora de “Perseguição”, livro escolhido para a leitura do bimestre. Foi um momento mágico, uma vez que a obra tem uma história muito boa, que emociona, encanta e mexe com o que há de mais sensível no leitor. E mais, a linguagem é jovem, é atual e com recursos de pontuação que dão fluência à narrativa.
A obra aborda a questão do Bullying, um tema muito debatido em todo o país, por meio de histórias semelhantes vividas por dois adolescentes, com formas diferentes de enfrentar os problemas, mas com caminhos que se cruzam. A autora mostrou nessa obra e durante o encontro com nossos alunos que tem coragem e sensibilidade para tratar de um tema tão delicado.
Durante o encontro com olhares atentos e com a certeza de que é possível aprimorar as relações pessoais, nossos alunos tiveram uma oportunidade ímpar de refletir, de questionar e tentar contribuir para evitar esse mal, que deixa profundas marcas no ser humano.
Professora Maria Gizele Ribas, Colégio Dom Bosco Ahú, de Curitiba. Por e-mail, 17/03/11

8 comentários:

  1. Sou aluna do Colegio Sao Paulo da Cruz em Belo Horizonte(MG),adorei o livro,não tem como parar de ler,ao desenvolvimento da historia muitas vezes me senti na pele dos persongens.Com o livro percebi que uma amiga minha sofria bullying e pude ajuda-la.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da palestra que você deu no Colégio Cristo Redentor e também gostei muito do livro "Em Busca de um Planeta Sustentável".

    ResponderExcluir
  3. Ei Tânia adorei seu livro tipo eu fico empanturrado nesse PC todos os dias, e como tinha prova amanha tive que ler o livro em um dia(hoje).
    Ai tipo eu li e partir da parte em que ela(Malu) vai pra casa da prima dela o livro fica muito interessante. Esse e um dos únicos livros que li inteiro. Gostei muito desse(parabéns).
    Me chamo João Pedro do Colégio Batista de Bauru. Tenho 12 anos

    ResponderExcluir
  4. Olá Tânia adorei o livro "Em busca de um Planeta Sustentável" estou fazendo um trabalho e gostaria muito que me respondesse ! Por que você gosta tanto de falar em seus livros sobre racismo, preconceito, meio ambiente ?

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ednelson!
    Falar sobre todos esses assuntos me ajudam a entender um pouco melhor o mundo e a me entender melhor. Acredito que quando falamos sobre aquilo que nos incomoda e o que é injusto é um meio de tentarmos modificar tanta coisa errada que existe por aí. Escrever é o modo de expressar meus sentimentos. E você? Se expressa como?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Eu me expresso da mesma for ma que você ! Obrigado por me responder !

    ResponderExcluir
  7. por favor tania responda o outro comentario que deixei no outro blog com ugencia SLB

    ResponderExcluir